RETROSPECTIVA 2020

by - dezembro 31, 2020


Esse ano não foi fácil para ninguém, muito menos para mim e meu processo criativo. Não consegui terminar de escrever sequer um livro, mal consegui me concentrar em alguma coisa além dos mais de 30 livros que li, depois de me forçar a desviar a atenção do momento presente.
Pandemia, desgoverno e problemas pessoais se embolaram, como se fizessem nó em uma linha. 2020 vai ficar para a História como um ano improdutivo, mas também como uma grande oportunidade de aprendizado e reflexão. Foi o que eu fiz, com certeza. Mudei ainda mais minhas ideias, me aprofundei naquilo que acredito ser um caminho melhor para nosso futuro, e replanejei minha carreira, tão abandonada, coitada. Infelizmente, o ser o humano aprende melhor com a dor do que com o exemplo, então cá estamos quanto coletivo juntando os cacos de nossos erros históricos e pensando uma alternativa para amanhã não continuarmos repetindo as tragédias diárias que só se acentuaram em tempo de covid-19. Não estou otimista, mas não vou desistir de lutar por um mundo melhor. Meus escritos, mais do que nunca, refletirão esse anseio daqui para frente. Também tenho que agradecer por não ter perdido ninguém, pelo contrário, alguém se somou a minha vida. Também preciso agradecer por não ter me faltado nada e por eu ter tido inúmeras oportunidades de ajudar aqueles que mais necessitaram. Sei que minhas pequenas ações não vão transformar a vida de ninguém, mas somente juntos, quanto sociedade, conseguiremos. Boas festas, feliz ano novo e se você, infelizmente, perdeu alguém esse ano, meus pêsames.

You May Also Like

0 comentários