Divando #3 - Janice Diniz

11:05


Olá, leitores lindos! Hoje apresento a vocês mais uma colega que amo de paixão! Janice Diniz é a rainha dos cowboy brasileiros. E que moços bons, sô! KKKKKKKKKKKK Comprei todos da série Matarana e me apaixonei, principalmente pelo Rodrigo, e a coincidência no nome só me deixou mais louca por ele! Li Terra Ardente, Céu em Chamas e Fogo no Cerrado um atrás do outro. Estou doida para sair dessa ressaca infernal (é, terminar a trilogia Puro Êxtase deixou meu cérebro em estado vegetativo!) e cair de boca... OPA!, quero dizer, começar a ler a nova coleção dela <3 Bora saber mais?


Olá, Janice, seja bem-vinda ao meu mundo dos sonhos. Te convido a compartilhar o seu mundo com meus leitores. Um mundo que eu amo! Sua primeira obra lançada é a série Matarana, com cowboys de enlouquecer a cabeça da mulherada. Conte para gente como foi que surgiu a ideia de escrever no universo do Faroeste!
Na verdade, Josy, a minha inspiração maior veio mais do universo country em si, dessa parte bem americanizada que temos no Brasil, e também dos cowboys da Janet Dailey. Ao me divorciar, no Mato Grosso, decidi levar a sério essa minha paixão por escrever e achei estranho que nenhum autor nacional tivesse interesse em escrever esse tipo de história, sem ser um livro histórico (de faroeste), mas sim sobre os cowboys de hoje, afinal, temos um monte deles no interior de São Paulo e no centro-oeste, além de eles existirem também no imaginário feminino de forma bem marcante (quem nunca fantasiou com um cowboy que atire o primeiro batom kkkk).

A série tem três volumes, com uma pitada “caliente” de tirar o fôlego! Você também optou pela autopublicação, como eu e muitos outros autores, está satisfeita com esta decisão?
A gente não tem outra saída, né? kkkkk Se eu acredito no meu trabalho, tenho de investir nele, isso é uma questão lógica. Agora estou satisfeita com meus livros digitais vendidos pela Amazon, mas achei péssima a experiência com duas editoras sob demanda.

Você está lançando uma coleção nova, que não é sequência, como a série, a Cowboys de Santa Fé. Devorei a série de uma vez, mas ainda não consegui ler a coleção, que já tem dois volumes publicados na Amazon. O que você tem a dizer sobre ela para conhecermos melhor?
A coleção Cowboys de Santa Fé é mais light (era para ser pelo menos...kkkk), tem muita ação, sexo, paixão e conflitos familiares. É uma coleção erótica, o foco é o erotismo mesmo, e o protagonista sempre é um cowboy. A inspiração veio da coleção Momentos Íntimos, que eu amava/amo ler, e dos filmes de ação do Jason Statham, que adoro também. Nessa coleção temos Profundo Amor e Apaixonadamente Teu e, em dezembro, publicarei o livro do Max, amigo de Vince Romano, do livro dois da coleção. Todos são independentes entre si.

Menina, tu nasceu pronta para coisa! Sua escrita é magnífica, envolvente e muito profunda! Sou o tipo que se apaixona pelo autor e lê tudo dele. Aconteceu isso comigo com suas obras. Leio qualquer coisa que você escrever a partir de agora. Me conta uma coisa: você só escreve em terceira pessoa ou já pensou (ou já fez) em se aventurar em primeira pessoa?
Durante anos estudei, me preparei e, de certa forma, treinei minha escrita até desenvolver o meu próprio estilo de narrar. Então, acabei escrevendo dois livros usando a primeira pessoa, mas eles faziam parte desse treinamento, assim não os levei muito a sério. Como tenho uma narrativa mais centrada no visual, mais cinematográfica, eu “vejo” as cenas em vez de “ouvir as palavras/o texto”, a terceira pessoa se encaixou perfeitamente ao meu estilo de narrativa.

Sabemos que Sexo com Amor é seu novo lançamento e não está ligado nem à série, nem à coleção. De onde veio o Clint? Muito gato, diga-se de passagem!
Sexo com Amor era para ser um livro único, mas a história rendeu e terá um segundo volume. Ainda assim, ele traz os elementos do universo (crazy kkkkk) “Janice Diniz”: cowboy, ação e sexo. Só que essa história se passa na estrada, e eu estava com muita vontade de escrevê-la havia anos e sempre protelava, porque ela ainda não tinha aparecido pra mim pronta ainda, como agora. É sobre um cowboy que tem de fazer uma entrega a um cliente, e essa tal entrega é uma garota de 22 anos, ladra e estelionatária, que viaja pelo país com a sua cadelinha de vinte quilos kkkkk É claro que o cowboy dança, né? kkkkkkkk O Clint em si veio daquela propaganda ma-ra-vi-lho-sa da Paco Rabanne, aquele personagem que representa o perfume Invictus praticamente se atirou aos meus pés para ter uma história kkkkk Chega de homem atormentado, isso cansa! Kkkk Clint é fodão, sabe disso, tira proveito e ponto final kkkkkk

Já podemos esperar mais um lançamento seu na Amazon para dia 15 de outubro! Estou ansiosa para baixar! Mas diz para gente, já tem uma nova história em mente? Se você for como eu, aposto que tem várias! Rsrsrs
Sou como você, sim!!! Kkkkkkk Em novembro, tem Sexo com Amor 2, que já estou escrevendo, e, em dezembro, o livro do braço direito de Vince, o Max, o título provisório é “Um Amor de Cowboy” (mas ele é uma peste!!! Kkkkk). Ontem, no supermercado pensei: hum, acho que tá vindo uma história para janeiro kkkkk Ainda não sei direito sobre ela, nem quero, senão vou pirar antes da hora kkkkkk

Conta para gente como é estar entre os eróticos mais vendidos da Amazon! Menina, você está lá, sempre na primeira página, com Apaixonadamente Teu e Profundo Amor, da Coleção Cowboys de Santa Fé.
Fiquei muito surpresa, Josy, achei até que o computador da Amazon estava com problemas e depois iam me tirar todas as vendas kkkkkkk A série Matarana nunca fez tanto sucesso quanto esses meus dois últimos livros, então eu fiquei pasma com tudo. Apaixonadamente Teu vendeu o dobro de Profundo amor no seu mês de lançamento e isso levantou o meu ânimo, porque eu só via livros com protagonista “CEO” venderem entre os eróticos, aí a gente acaba meio que repensando algumas escolhas. Sou teimosa pra diabo e não queria abrir mão do romance country, só que já estava perdendo a energia toda, mas quando o Vince explodiu, meu cowboy ogro, isso acabou alimentando a minha teimosia e me fortaleci a continuar criando esses homens rústicos... teimosos como eu kkkkkk

Queremos te conhecer melhor, já admiramos a autora. Quem é Janice Diniz pessoa?
Vixe, nem eu mesma sei direito e nunca fiz terapia, por que preciso dessa cabeça maluca para escrever kkkkk Mas acho que ainda sou aquela adolescente que passava o dia inteiro escrevendo no quarto ouvindo o Queen, só que agora tenho contas para pagar kkkkkkk

Deixe seus contatos para que a gente possa te seguir nas redes e saber mais sobre suas obras.
No meu blog vocês encontram todos os lugares onde estou: http://janicedinizz.blogspot.com.br/

Obrigada por conceder essa entrevista para essa humilde colega! Espero que suas obras continuem tocando muitos leitores pelo Brasil, quiçá no mundo! Te admiro muito, Janice! Um beijo.
Josy, você é muito especial pra mim. A gente vive num meio de aparências, e sempre que conversamos você expõe as coisas como elas realmente são, sem fazer tipo ou pose, e isso fez a minha admiração por você aumentar. Eu já te conhecia (sem você saber, claro kkkk) antes mesmo de publicar Terra Ardente, em 2011, e via a sua batalha para encontrar editora para a sua saga. Eu ficava atrás dos arbustos só espiando kkkkk E hoje você é internacional! Muito obrigada por tudo e adoro trocar figurinhas contigo! Beijão! <3

Oiaaaa!!! Não sabia mesmo!!! rsrsrs Que demais! Já estou nessa luta há algum tempo, mas as coisas, por mais difíceis que sejam, dão certo no final. Gostaram, meus amores? Eu adorei saber mais sobre essa diva, que está arrasando com seus cowboys maravilhosos!!! A.D.O.R.O!!! Visitem o site da autora e saibam mais sobre esse universo quente! Beijos e até a próxima!

You Might Also Like

2 comentários

  1. AMO!! minha diva é mesma uma pessoa admirável, cada vez que leio uma entrevista dela, uma resenha sobre seus livros, só admiro mais e mais a força e inteligência dessa mulher. adorei a entrevista!! <333

    ResponderExcluir

Curta a FanPage

Siga o Twitter

Adicione-a aos seus Círculos