#EspecialInsensatez

14:14


Olá, leitores. Em comemoração ao Dia do Fotógrafo e ao aniversário de Gisele Galindo, co-autora do romance new adult Insensatez, ela, eu e nossos parceiros promovemos o #EspecialInsensatez para que novos insensatos conheçam o livro que foi um sucesso no lançamento em 2013. A obra deu o pontapé inicial a nossa carreira independente e estamos muito felizes com o resultado. Ano passado, a gente relançou o livro e a segunda edição conta com um capítulo extra, um final alternativo a pedido dos nossos milhares de leitores. Se você ainda não conhece, confira este post!

GISELE GALINDO é graduada em jornalismo e já atuou como atriz. Define a si mesma como “aventureira das letras”. Começou sua caminhada literária através da poesia, roteiros para teatro e série de TV. Em 2011, lançou seu primeiro trabalho, a série DESTINO ÍNTIMO. Depois escreveu a série DUAL e os romances SIMPLESMENTE ROMANCE e ESCOLHAS. E-mail: galindo.gisele@gmail.com / Twitter / FanPage / Site

Parabéns pelo seu níver, amiga!!! Te adoro <3

Aproveite a promoção e baixe o livro aqui. Se preferir impresso, peça direto na loja Amazon.com. Já leu a primeira edição impressa? Baixe só o capítulo extra na Amazon.com.br. Você é da Europa? Não pague frete internacional. Compre direto na loja Amazon.co.uk. Deguste o romance no Wattpad ou no Widbook.

Marco Carlot é modelo e, nas horas vagas, conquistador. Quer ficar rico e famoso a qualquer custo e não está disposto a se deixar atrapalhar por nada nem ninguém. Esse negócio chamado amor e família não é para ele. No entanto, não contava que fosse reencontrar uma antiga namorada de sua juventude. Em meio à nostalgia, ele se perde e quando finalmente se acha, está somente nos braços de Isa e não sabe o que fazer com esse novo “eu”.

“Um simples e leve movimento foi o bastante para me fazer surdo e mudo. Conhecia muito bem aquele gesto. Era único. Uma mania adquirida ao longo do tempo. Um vício antigo e enraizado. Conhecia aquela fotógrafa, provavelmente melhor do que qualquer outra pessoa ali. 
E, como se atendesse a um chamado que não pude ouvir, ela se virou na minha direção. 
Os anos não passaram. 
Não. 
Eles voltaram. Tinha de novo vinte anos de idade e estava diante da mais bela e forte moça que já conhecera na vida. Alta e decidida, o nariz em pé e o sorriso nos olhos eram algumas de suas características mais marcantes e contrastantes. Os cabelos escuros, curtos e modernos, em um corte alvoroçado. A mesma profundidade que encontrara naquele olhar negro em outra época ainda existia, salientada por seu rosto claro. Podia mergulhar agora.”


Isadora Tavares era uma doce menina que foi iludida e enganada por Marco ainda adolescente. Ela acreditava no amor dele, mas só lhe restaram mágoa, dor e uma separação dolorosa. Seguiu a vida, namorou, quase casou, se tornou uma fotógrafa profissional bem-sucedida, trabalhando pelo mundo todo. Quando volta ao Brasil para ajudar a família a cuidar do irmão caçula que tem problemas com drogas, se depara com ele, de novo. E agora? Como resistir à sedução em carne, ossos e músculos?

“Enquanto me desviava dos pedestres, postes, carros e tudo que se colocava entre Zenit e ele, tropecei, óbvio. Estatelei-me na calçada, mas protegi a Zen — apelido carinhoso da minha inseparável amiga —, senti meu joelho direito arder, pus a mão e percebi que tinha ralado feio. Não teve uma viva alma que me ajudasse. E, como num passe de mágica, percebi que alguém apoiava sua mão no meu ombro, e a voz mais rouca e sexy que ouvi no alto de minha idade se fez respirar. 
— Você está bem? 
Sim, era ele. A visão do paraíso. Cada detalhe que vi através de Zen se materializava na minha frente. O único a me ajudar. Meus olhos subiram da mão para o braço, o corpo... Um rosto anguloso perfeito, com um queixo proeminente e firme, uma boca carnuda, do tipo que dava vontade de beijar. Nossa, tudo era muito perfeito naquele rosto! Equilibrado. O nariz, um desenho simétrico, as sobrancelhas grossas e escuras sobre os olhos claros. O corpo totalmente definido, massificado, sem exagero. O peitoral, as costas, os braços e as pernas... Enlouqueceria se olhasse por muito tempo. Desviei o olhar para a rua.”


Opinião de Insensatos

“Para o mundo que eu quero descer!!!
Que livro é esse???
Um romance intenso, bem escrito, direto e nada água com açúcar. O tipo de livro que faz você ir de um extremo a outro - Raiva, pena, amor, raiva, impotência, carinho... eu já disse raiva? rsrsr.
De cara digo que o fato do livro envolver na trama amor, amizade, drogas e homossexualismo sem deixar nenhum dos temas afetar a estória me surpreendeu. O Melhor amigo de Isa é Gay e seu irmão é envolvido no mundo das drogas, e o homem que amava a abandonou.
Isa e Marcos são simplesmente de fato um casal insensato. O livro narra o reencontro do casal que se conheciam desde a adolescência de Isa e começo da vida adulta de Marcos, ela com 16 e ele com 20. O fato é que Marcos deixa Isa para seguir a sonhada carreira de modelo com a promessa de voltar, mas não foi o que aconteceu, então Isa aprendeu muito cedo a não confiar e não esperar nada de volta. Anos depois Marcos ressurge na vida de Isa que se tornou uma fotografa renomada enquanto ele está ferrado e diga-se de passagem com a carreira que nunca decolou na pior fase.
Isa apesar de todos seus problemas emocionais e familiares é uma mulher admirável que luta e encara sua realidade e briga pelo que ama. Marcos é um homem que não mede esforços para alcançar seus objetivos e usa de todos os artifícios para chegar onde deseja, não importa o caminho se no final seus interesses estarão garantidos. De cara eu não gostei do Marcos, o achei sem caráter e nada digno da Isa, torci muito para que não ficassem juntos confesso# Foi a primeira vez que não fiquei angustiada pra ver os protagonistas juntos.
Porém quando os dois se esbarram pega fogo (e como pega ... Ui). A partir do reencontro os dois vivem explodindo um com o outro e os sentimentos ressurgem com força total causando uma devastação para ambos, cada qual com seu motivo.
O livro te pega por inteiro, é quase impossível largar. Apesar de não gostar do Marcos fiquei de boca aberta com o desfecho do rapaz.]Pra quem gosta de finais surpreendentes, esse livro cabe como uma luva. Não é o tipo de livro do "jeitinho" que acaba como se quer, espera ou estamos acostumados no gênero. Foi um PLOFT pra mim!
Super indico. Mais um livro nacional ótimo!” Ana Tereza

***

“Sensacional
Insensatez é o tipo de livro que você deseja ler de um fôlego só. Aquele que você encontra uma harmonia tão perfeita entre narrativa e construção de personagens que se torna quase impossível interromper a leitura antes do final. Além disso, Insensatez é um livro ousado. Não por ser erótico. Mas por apresentar personagens que fogem à lógica maniqueísta, tão presente em romances dirigidos ao público feminino. Isa e Marco são genuínos em seus defeitos e qualidades. São intensos e, em alguns momentos, até mesmo, assustadoramente reais. Josy e Gisele não caíram na armadilha de manipular a personalidade deles. Elas permaneceram fiéis às identidades dos personagens do começo a fim.
Outro ponto a destacar é que, apesar de intenso, ousado, real, o livro tem um toque de doçura que emociona. Um capítulo, em especial, na voz de Marco, me emocionou profundamente. Senti a dor, o desespero, a angústia do personagem como se fosse minha. E, em vários momentos, me vi torcendo desesperadamente, ora por Isa, ora por Marco. E o que dizer do final? Simplesmente surpreendente! Reli duas vezes para acreditar, na verdade. Era algo que eu não esperava. Mas foi lindo e muito romântico.
Um livro que, com certeza, me lembrarei por muito, muito tempo. E super recomendado! Josy e Gisele têm uma sintonia maravilhosa juntas. É impossível saber quem escreveu o quê.” Shirlei Ramos

***

“New Adult Tupiniquim
New Adult (NA) é um gênero literário recém-criado dentro da ficção, cujos protagonistas possuem por volta de 18 a 25 anos de idade. Ele aborda questões de interesse para essa faixa etária como identidade, sexualidade, status social, depressão, suicídio, drogas, relacionamento familiar e amoroso. Esses livros vêm ganhando rápida popularidade nos últimos anos, apresentando vários best sellers como "Beautiful Disaster" ("Belo Desastre") de Jamie McGuire, "Slammed" (Métrica) de Colleen Hoover, e "Loosing It" de Cora Carmack.
"Insensatez" é um produto cem por cento nacional que se enquadra nesse estilo e apesar de não ser uma aficcionada, só tenho elogios a tecer, pois o livro cumpre perfeitamente seu objetivo: satisfazer um público jovem, sedento de leitura com a qual sinta-se identificado. A narrativa soa verídica (tem como pano de fundo locais conhecidos da cidade de São Paulo), com cenas quentes de sexo, aliás muito bem descritas, e uma boa dose de violência. O final é digno de nota, o livro é encerrado com chave de ouro. Enfim, essa obra tem tudo para fazer muito sucesso e espero que tenha a divulgação merecida.
Porém, o que de fato chamou minha atenção e fez com que eu ficasse interessada na leitura, é a narrativa ter sido escrita por duas autoras... Se com uma mão considero uma proeza escrever um livro, aparentemente com duas, parafraseando o título, parece uma "insensatez"... É preciso muita sintonia, para não acabar com uma colcha de retalhos mal costurados. Só resta parabenizá-las, é imperceptível ao leitor saber quem escreveu o quê.
Cinco estrelas pelo desafio vencido e que sejam sinal de bom agouro, acompanhando novas conquistas!” Leila Gonçalves

You Might Also Like

0 comentários

Curta a FanPage

Siga o Twitter

Adicione-a aos seus Círculos